quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

O ADEUS A MYLES HUNTER

O canadense Myles Hunter
Foi divulgada hoje a notícia de que o canadense Myles Hunter faleceu no dia 20 de Dezembro, vítima de uma doença incurável (não revelada). Hunter estava em sua casa em Niagara-On-The Lake, cercado pela família e amigos. Ele tinha 60 anos de idade.

Hunter gravou dois álbuns com o Refugee, os ótimos "Affairs In Babylon" e "Burning From The Inside Out", lançados em 1985 e 1987, respectivamente.

Ele ainda lançou "Northern Union", seu álbum solo, em 1990. 

Hunter havia abandonado o mundo da música para se tornar pastor.

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

ENTRANDO EM FÉRIAS, MAS ANTES DISSO...

Depois de um ano bastante razoável em relação aos bons sons, é chegada a hora das merecidas férias.

Entretanto, há uma série de coisas bacanas que já chegarão até nós ao longo de 2018. E tem de tudo um pouco, desde coisas que nos movem por mera curiosidade (já que algumas bandas/artistas só se viram bem em estúdio) até outras que são bastante aguardadas, sob os mais variados aspectos.

Então vejamos: não há dúvidas que, para os entusiastas do AOR/Melodic Rock contemporâneo, o novo álbum do Find Me é um dos trabalhos mais aguardados do ano. Com todo o material entregue à gravadora desde Outubro último, ainda não há uma data oficial de lançamento, mas é dado como certo que o álbum - ainda sem nome - chegará às lojas ainda no primeiro semestre.

Outro álbum que desperta interesse é o do projeto - também ainda sem nome revelado - que reúne o grande Steve Overland (FM) com Robert Säll e Herman Furin (Work Of Art) e Nalle Påhlsson (Treat/Furion/Vindictiv). O quarteto passou boa parte do segundo semestre de 2017 trabalhando e o resultado deve ser lançado também no primeiro semestre, mas acredito que entre Junho e Julho.

A Sapphire Eyes é outra banda que retornará ao cenário neste ano, com aquele pomposo AOR escandinavo que tanto curtimos. Com as canções prontas, acredito que o álbum chegue até nós ainda no primeiro semestre.

O Whitesnake também trabalha em material inédito, mas não consigo me animar com a banda nos últimos anos. Talvez fosse melhor Coverdale dar um tempo, cuidar do pouco vocal que lhe resta e fazer um retorno mais digno. Enfim, a banda deve ter seu novo trabalho lançado no início do segundo semestre.

Toto vai embarcar em uma tour mundial de 2 anos
para comemorar seus 40 anos de carreira
Já os veteranos do Toto também tem novidades... e das melhores!!! A banda teve toda sua discografia da época em que estavam sob as asas da Columbia Records (são 11 álbuns, no total) cuidadosamente remasterizada, sob a supervisão de Steve Lukather, David Paich e Steve Porcaro. O responsável pela empreitada foi o genial Elliot Scheiner, que disse ter a impressão que "um cobertor foi removido das caixas de som" no que tange os três primeiros trabalhos da banda. Lukather fez questão de enfatizar que as canções (todas elas trabalhadas a partir das masters originais) foram equalizadas corretamente, e não simplesmente comprimidas.

Ainda sobre o Toto, a banda se reúne agora, já no dia 09 de Janeiro, para começar a compor o material de seu próximo álbum, a ser lançado no fim do segundo semestre, em comemoração dos ilustres 40 anos de bons serviços prestados à causa dos bons sons. E no meio de tudo, isso, temos a coletânea "40 Trips Around The Sun", que chegará às lojas no dia 09 de Fevereiro trazendo três novas canções: "Alone" (ouça aqui), "Spanish Sea" (ouça aqui) e "Struck By Lightning".

Também não podemos esquecer de todo o material inédito do grande Brett Walker que deveria ter sido lançado no fim de 2017. A Melodic Rock Records anunciou a empreitada de resgatar todo o material de Walker - incluindo o excelente projeto Person 2 Person -  registrado em cerca de 30 DATs (lembram delas?). Como a coisa ficou no papel e não houve nenhum pronunciamento, aguardamos o possível lançamento desse material em 2018.

O trio W.E.T. também retorna ao cenário em 23 de Março com "Earthrage" e o vídeo para a canção "Watch The Fire" pode ser assistido aqui.

E tem mais: Joe Satriani lança "What Happens Next" no próximo dia 12, enquanto Joe Perry apresenta seu "Sweetzerland Manifesto" no dia 19, mesma data em que os britânicos do Magnum lançam "Lost Road To Eternity". Já no dia 26 chega às lojas "East Coast Live", álbum ao vivo da Delta Deep.

Entrando em Fevereiro, o projeto CoreLeoni lançará "The Greatest Hits - Vol. I" no dia 23, mesma data em que Shiraz Lane (com "Carnival Days") e Unruly Child (com "Unhinged: Live From Milan") também apresentarão novos trabalhos.

E isso é só que me recordo sem meus arquivos em mãos. Aparentemente, 2018 trará muita coisa bacana e as notícias e confirmações de lançamentos futuros não devem demorar a aparecer.

Assim sendo, caríssimas e caríssimos, preparem os cartões porque nossas coleções certamente terão novos títulos adicionados. Ah sim, como colecionador, eu ainda compro aquelas bolachinhas prateadas que chamam de CD.

O funcionamento da casa deve retornar ao seu ritmo normal nas últimas semanas de Janeiro, mas como sempre acontece, caso algo muito relevante aconteça nesse meio tempo, trarei os detalhes.

Grande abraço e até breve...

domingo, 31 de dezembro de 2017

TOP 10 2017

E chegou o dia, caríssimas e caríssimos!!!

Depois de exaustivos 365 dias e uma montanha de álbuns, é hora de revelar os trabalhos que, na opinião de vocês, foram os mais relevantes em 2017.

Confesso que não lembro de outra ocasião em que a votação tenha sido tão acirrada e a diferença entre as primeiras posições tenha sido tão pequena. E isso se provou verdade a cada lista que chegou aqui na AORWatchTower.

E como sempre acontece, algumas surpresas se fizeram presentes (na minha modesta opinião) e certamente serão os catalisadores de discussões entre os votantes e interessados na fina arte dos bons sons.

Mas o primeiro lugar da lista foi quase que uma unanimidade desde as primeiras listas chegaram e os canadenses da Harem Scarem atropelaram quem apareceu pela frente. O álbum "United" a banda não apenas confirmou sua excelência no cenário melodic hard rock, mas principalmente, lançou um dos melhores trabalhos de sua extensa carreira. Me atrevo a dizer que esse álbum integra o Top 5 da banda, beirando a perfeição sob qualquer ponto de vista. E o curioso é que o Harem Scarem não se distancia da fórmula que os tornou reconhecidos mundo afora, praticando um melodic hard rock curto e grosso, mas absurdamente bem produzido e executado por músicos de primeira classe, com merecido destaque para o genial guitarrista Pete Lesperance e o monstruoso vocalista Harry Hess. Em franca atividade e com uma extensa lista de shows, os canadenses certamente nos trarão outros álbuns e acredito que o nome da Harem Scarem ainda figurará outras vezes na lista dos "melhores do ano" em várias posições, mas em 2017, mesmo com outros álbuns absolutamente ótimos, os canadenses tomaram conta da posição #1 de maneira incontestável.

A lista completa é essa:

01 "UNITED"- HAREM SCAREM
02 "Tokyo Motor Fist" - Tokyo Motor Fist
03 "Light In The Dark" - Revolution Saints
04 "Into The Great Unknown" - H.E.A.T.
05 "Midnite City" - Midnite City
06 "Incendiary" - Code Red
07 "Ruff Justice" - Crazy Lixx
08 "Saint Of The Lost Souls" - House Of Lords
09 "Aerial" - Newman
10 "Unified" - Sweet & Lynch

Mas muita gente não entrou na lista por muito pouco, como Eclipse, Kryptonite, Brother Firetribe, Degreed e Houston, entre outros. E vale a pena apontar novos nomes que chegaram com ótimos álbuns - especificamente Midnite City, Code Red, The Nights e Kryptonite - e que deixaram prá trás muita gente mais experiente, todos navegando as mesmas águas e tendo potencial para mais trabalhos.

Finalmente, agradeço imensamente a participação de todos vocês. Foram exatas 537 listas repletas de belos álbuns, nas mais variadas posições. Tenho plena certeza de que essa lista vai gerar aquelas tradicionais discussões entre amigos e também fazer muita gente ouvir aquele material todo como forma de ratificar a posição que o álbum ocupa.

E já nos preparamos para as novidades que 2018 nos trará, como o projeto de Steve Overland e Robert Säll e o novo álbum do Toto (a ser lançado no segundo semestre), além do ansiosamente aguardado terceiro trabalho do Find Me (pronto desde Outubro passado e, desde então, nas mãos da Frontiers Records) e também o novo álbum do FM (cujo segredo sob a possível produção de Mutt Lange é absoluto).

Um grande abraço, muito obrigado pela participação na casa ao longo do ano e que venha 2018 com suas surpresas.

Rock on...

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Eu confesso: adoro essa onda chamada RetroWave!!! Bandas e artistas que criam material absolutamente imerso na cultura 80's que disseminou baterias eletrônicas e sintetizadores pelo universo dos bons sons. Um dos grandes nomes desse movimento é, sem dúvida alguma, o norte-americano Jon Siejka (criador da Magic Dance e cujo álbum de estreia será lançado pela Frontiers Records em 2018), mas vale a pena ficar de olho em Michael Oakley, cujo EP "California" é simplesmente excelente. Contendo todas as melhores e mais recorrentes características do estilo, Oakley chamou a atenção de quem curte a sonoridade vintage proposta pelo RetroWave e aposto que, em pouco tempo, Oakley será um nome mais conhecido.

O álbum não tem rockers propriamente ditos, mas canções bem animadas que merecem múltiplas audições e volume máximo, como as excelentes "Rabbit In The Headlight" e "Turn Back Time", ambas com arranjos envolventes e dignas da mais relevante tradição 80's. Impossível permanecer fisicamente indiferente ao ouvir essas canções.

"California" tem andamento mais cadenciado, mas é igualmente envolvente e conta com a participação da dupla californiana Missing Words, em outro grande momento desse E.P.

Com andamento igualmente cadenciado, "Devotion" desponta de maneira inequívoca, em grande parte devido ao arranjo vocal. Mais volume máximo, mais múltiplas audições...

Michael Oakley, circa 2017
Enquanto isso, "Here Comes The Night" e a ótima "End Of Summer" revisitam a veia mais animada do E.P. com propriedade, trazendo mais dinamismo e desenvoltura em ambos os casos, sempre mantendo a coesão sonora que o trabalho propôs.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, esse E.P. serve como cartão de visitas do talentoso Michael Oakley. Imagino que muitos de vocês se surpreenderão com o material ao ouvi-lo, haja vista que não é o AOR ou Melodic Rock ao qual estamos acostumados. Mas o quesito principal aqui é a qualidade abundante em poucas canções, e muitas delas seriam facilmente transformadas em AOR's matadores. Mas a ideia é outra e, como já disse antes, esse movimento RetroWave me agrada bastante e se você é um sobrevivente da década de 80, acredito que haja um lugar em seu coração para esse tipo de som. Assim sendo, reafirmo que Michael Oakley é um nome prestes a ganhar mais espaço e o devido reconhecimento, mesmo que seja dentro do estilo que pratica tão bem. Se você reclama da mesmice que impera por aí, trabalhos como "California" pode lhe surpreender...

MICHAEL OAKLEY - California E.P.
Released on Oct. 06th 2017, via TimeSlave Recordings
Cat. # not available

Tracklist
01 Rabbit In The Headlight
02 Turn Back Time
03 California (Featuring Missing Words)
04 Devotion 
05 Here Comes The Night
06 End Of Summer

Musicians
Michael Oakley: vocals, synthesizers
Tommy Phillips: guitars
Rico Franchi: backing vocals

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

PROJETO ODYSSEY DESPERADO VEM AÍ

Projeto grego promissor chega no início de 2018
O guitarrista grego Odysseas Karapolitis idealizou o projeto Odyssey Desperado em 2014 e no dia 30 de Março próximo, seu trabalho de estreia da - batizado de "Don't Miss The Sunset"- chegará às lojas, via Lions Pride Music.

O álbum foi todo produzido pelo multiinstrumentista Bob Katsionis - responsável por trabalhos da Outloud e Firewind - e conta com os vocais de Manos Fatsis, considerado uma das melhores vozes da Grécia. Ainda, os backing vocals foram todos gravados por ninguém menos que Paul Laine.

Musicalmente, a banda lembra seus compatriotas da Wild Rose e você pode ter uma vaga ideia do que lhe aguarda ouvindo aqui o teaser do álbum.

O tracklist do álbum é o seguinte:

01 Rush Of The Wave
02 You And Me Against The World
03 Cruisin'
04 Dreams Die Hard
05 Can't Live Without You
06 Oasis (In The Desert Of Your Soul)
07 Holding On To A Dream
08 Fragile
09 Tomorrow You'll Be Gone
10 Wings Of Silk

Não é surpreendente, mas parece ser bem bacana.

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

RATT PROMETE NOVO ÁLBUM E TOUR EM 2018

DeMartini, Pearcy e Croucier: trio clássico do Ratt
A novidade foi postada pela banda em sua página oficial no Facebook.

A formação clássica da banda - com o baixista Juan Croucier, o vocalista Stephen Pearcy e o guitarrista Warren DeMartini - se reuniu em 2016 para um show surpresa no Monsters Of Rock Cruise.

Desde então, o trio vem tocando em vários lugares, acompanhados pelo baixista Carlos Cavazo (do Quiet Riot), que já havia tocado com o Ratt no álbum "Infestation", de 2010,  e também pelo baterista Jimmy DeGrasso, cuja lista de trabalhos inclui álbuns gravados com Y&T, White Lion, Megadeth, Fiona, Alice Cooper, David Lee Roth, Dokken, Black Star Riders e muitos outros.

Pearcy também revelou que Croucier estará profundamente envolvido no processo de composição do novo álbum do Ratt, marcando a primeira participação do baixista em um álbum da banda desde "Detonator", lançado em 1990.

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

CRASHDÏET ANUNCIA NOVO SINGLE COM NOVO VOCALISTA

Arte do novo single da Crashdïet
Os suecos da Crashdïet lançarão um novo single no apagar das luzes de 2017. A canção "We Are The Legion" marca a estréia de Gabriel Keyes como frontman da banda e será lançada pela Diet Records, selo que pertence aos suecos..

Em nota oficial, a banda se manifestou: "Nós gostamos de ser um pouco impulsivos e espontâneos. Agora que podemos publicar nossa própria música com a gravadora, tudo é uma questão de seguir o fluxo. É um momento interessante e estamos aprendendo muito sobre o lado business da música. 'We Are The Legion' é uma música sobre luta, relevante para qualquer pessoa que enfrente desafios e contratempos em um mundo julgador e superficial. Nós só podemos estar juntos e ser fortes no campo de batalha da vida".

"We Are The Legion" foi produzido por Eric Bazilian (integrante do The Hooters e autor - ou co-autor - de canções para Allanah Myles, Cyndi Lauper, Jon Bon Jovi, Journey, Patty Smyth, Bon Jovi, Scorpions, Amanda Marshall, Midge Ure e muitos outros), responsável pela guitarra acústica na introdução da canção.

A faixa foi mixada por Chris Layne e será lançada no Youtube em 31 de Dezembro, mas só estará disponível nas principais plataformas digitais a partir de 08 de Janeiro.

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

BREAKING NEWS

* Os veteranos do Y&T lançarão seu primeiro E.P. acústico em Janeiro, com o nome de "Acoustic Classix Vol I", contendo em seu tracklist "Contagious", "Rock 'N' Roll's Gonna Save The World", "Summertime Girls", "Black Tiger", "Barroom Boogie" e "Rescue Me";

* O Whitesnake lançou vídeo promocional para sua versão de "Burn", canção que integra o tracklist do "The Purple Album", cuja versão ao vivo em DVD/Blu-Ray chegará às lojas em 19 de Janeiro. Assista ao vídeo aqui;

* O projeto Down 'N' Outz está trabalhando em seu primeiro álbum de material autoral e que deverá ser lançado em 2019, segundo o vocalista Joe Elliott.

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

RECOMENDAÇÃO DA SEMANA

Uma verdadeira tradição natalina, tão comum quanto o velhinho de vermelho e aquelas músicas chatérrimas, é o aguardado trabalho do Last Autumn's Dream, que nos últimos anos têm sido lançado há poucos dias antes do Natal no mercado japonês. E como algumas tradições são importantes, a banda se manteve fiel àquela que criaram e "Fourteen" acaba de chegar às lojas na terra do Godzilla, com a quela sonoridade que há anos é característica da banda. Ou seja, se você curte o trabalho dos caras, não vai se decepcionar.

O álbum é bastante coeso e a proposta da banda se mantém em guitarras abundantes e teclados bem colocados, como se percebe em "Go!", no mid-pacer "Siren" e no rocker "I Don't Wanna Wait" (um dos destaques do álbum). Todas as três canções soam exatamente como se espera do Last Autumn's Dream e merecem sua atenção em múltiplas audições.

"Shadow Of The Night" é uma versão do clássico de Pat Benatar (originalmente lançado em 1982 no maravilhoso álbum "Get Nervous") e é o ponto fraco do álbum, já que Erlandsson definitivamente não tem o vocal de Benatar e Södereström não toca como Neil Giraldo. Os caras se esforçaram, é fato, mas foi absolutamente desnecessário. Mas a banda acerta em cheio com as animadas "Turn It Up" e "Let The Curtain Fall", além de "Wouldn't U Like" e na frenética "Get Them All".

Last Autumn's Dream, circa 2017: Borger,
Söderström, Påhlsson, Erlandsson e Wahlberg

E na reta final temos as bacanas "Love Again" (baladaça destaque do álbum) e "Love Is An Open Road", a bonus track exclusiva da edição japonesa, ambas merecedoras de múltiplas audições e volume máximo.

Em resumo, caríssimas e caríssimos, "Fourteen" traz o Last Autumn's Dream fazendo o que sabe: radio-friendly melodic rock de qualidade, despretensioso e bem trabalhado. O conjunto soa melhor do que alguns de seus trabalhos mais recentes, mas as características mais marcantes da banda estão intactas e bastante evidentes ao longo do tracklist. Não é inovador nem surpreendente, mas essa não parece ser a intenção da banda. Na verdade, nunca pareceu. "Fourteen" é bem bacana e vai agradar em cheio aos fãs do Last Autumn's Dream e também a quem curte essa sonoridade talhada para tardes de sol. Material bem recomendado...

LAST AUTUMN'S DREAM - Fourteen
Released on Dec. 20th 2017, via Avalon/Marquee (Japan)
Cat. #MICP-11388

Tracklist
01 Rise An' Shine
02 Go!
03 Siren
04 I Don't Wanna Wait
05 Shadow Of The Night
06 Turn It Up
07 Let The Curtain Fall
08 Wouldn't U Like
09 Get Them All
10 Walkin' Talkin' Miracle
11 Love Again
12 Love Is An Open Road

Lineup
Mikael Erlandsson: vocals
Peter Söderström: guitars
Jamie Borger: drums
Nalle Påhlsson: bass
Ulf Wahlberg: keyboards

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

AGRADECIMENTO

Há anos fazemos a lista com os melhores álbuns lançados em cada respectivo período e me deixa feliz perceber que ano após ano a participação de vocês só faz aumentar.

2017 não foi diferente e a curva crescente continua a todo vapor.

Até o momento, já recebi exatas 377 listas!!! É muuuuita coisa!!!

E o mais bacana são as diferenças entre cada uma delas. Por exemplo, as quatro primeiras posições da lista vêm mudando constantemente e álbuns ranqueados abaixo se aproximam e cada mensagem lida.

Até o momento, não me arrisco a cravar que álbum se manterá na primeira posição. Há quatro que tem pouca diferença si, mas como disse, a cada mensagem a lista vem se alterando.

Assim sendo, caríssimas e caríssimos, quero fazer um agradecimento público à cada um de vocês, que dispensou um pouco de tempo para participar dessa nossa já tradicional brincadeira.

E ainda há bastante tempo hábil para quem não enviou sua lista para aor-heaven@hotmail.com, com o título TOP 10 2017.

Participe e venha dar risada conosco no dia 31, quando a lista final será divulgada.

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

WESTCOAST DINAMARQUÊS DE QUALIDADE CHEGA NO INÍCIO DE 2018

Veterano Michael Kratz volta ao cenário
depois do hiato de mais de uma década
A Art Of Melody Music e Burning Minds Music Group anunciam o lançamento de "Live Your Life", o novo trabalho do músico dinamarquês Michael Kratz e que chegará às lojas em 03 de Março próximo.

Veterano do cenário westcoast, Kratz levou um ano trabalhando em seu álbum e promete uma mistura bastante equilibrada entre o westcoast e os elementos do AOR que fazem parte daquele estilo.

E para tanto, Kratz contou com ilustres presenças, como os legendários guitarristas Steve Lukather Michael Landau, além de Dave Garfield, Dom Brown, Christian Warburg e Alessandro Del Vecchio.

O tracklist do álbum conta com as seguintes canções:

01 We All Live In This Nation
02 Live Your Life
03 This Town Is Lost Without You
04 What Did I...?
05 Never Take Us Alive
06 Game Of Love (Over And Over)
07 Lying
08 Paradise Lost
09 Shade
10 Bye Bye
11 Dying Young
12 In Between

Se westcoast é a sua praia, fique de olho nesse álbum...

O ADEUS A MYLES HUNTER

O canadense Myles Hunter Foi divulgada hoje a notícia de que o canadense Myles Hunter faleceu no dia 20 de Dezembro, vítima de uma doe...